Bem-vindo!

Seja muito bem vindo ao nosso blog tecnológico!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Lâmpadas Falsificadas para Projetor Multimídida

Olá, apresentamos através desse post, as diferenças entre as lâmpadas de projetores genuínas (originais) e as lâmpadas genéricas (ou falsificadas), além de mostrar os malefícios que o uso desse tipo de produto poderá causar ao equipamento.

Com o elevado preço das lâmpadas de reposição para projetores, apareceram lâmpadas com custo “mais atrativo”, sendo que esses produtos são de procedência desconhecida, sendo que os fabricantes desse tipo de material não respeitam as condições de trabalho, proteção, filtragem UV e segurança existentes nas lâmpadas originais, causando sérios problemas ao equipamento em que são instaladas. Abaixo mostrarei algumas fotografias, com algumas dicas de como identificar uma lâmpada não original e em seguida os malefícios que elas podem trazer aos projetores onde são utilizadas.

1- Resolução da logomarca e do modelo da lâmpada no refletor: Observe a resolução da impressão no refletor da lâmpada, aonde esse pode ser na parte superior ou na parte traseira, como no exemplo circulado em vermelho, onde a impressão na lâmpada original tem melhor resolução e não esta tremida.


2- Parafusos de fixação: Na foto acima, circulado em azul, podemos observar que os parafusos de fixação da lâmpada original são pretos; Geralmente as lâmpadas falsificadas utilizam parafusos prateados, devido ao menor custo.

3- Metal utilizado no case: No exemplo abaixo, circulado em verde, podemos observar que a lâmpada original utiliza um metal polido e bem acabado no case; As lâmpadas falsas utilizam metal áspero, com cantos grosseiramente cortados e geralmente de antimônio.



4- Qualidade do involucro plástico: Lâmpadas falsificadas utilizam plástico de baixa qualidade, muito flexível e brilhoso. Geralmente esse tipo de plástico não resiste a elevadas temperaturas em que os bulbos (lâmpada) trabalham e acaba entortando, gerando manchas na imagem projetada. Lâmpadas genuínas utilizam plástico duro, não flexível, resistente a temperaturas elevadas e em sua maioria poroso e fosco.


5- Filtro UV (ultravioleta): O bulbo gera todas as cores do espectro luminoso, desde o infravermelho ao ultravioleta, sendo que este ultimo extremamente nocivo a saúde e as peças (lentes) da unidade ótica do projetor. Lâmpadas falsificadas não utilizam esse tipo de filtro, devido ao alto custo, sendo colocada em seu lugar uma lente de vidro puro, sem nenhuma filtragem. Na lâmpada original, essa lente esta presente e pode ser identificada devido à coloração avermelhada ao se olhar sobre ela em direção a uma fonte luminosa qualquer, como uma lanterna, por exemplo. Abaixo, circulado em amarelo, segue um exemplo:




Danos causados ao projetor que utiliza lâmpadas falsificadas:

Lâmpadas originais são projetadas especificamente para aquele modelo de produto, levando em consideração a potencia necessária suportada pelos componentes do bloco ótico, potencial de aquecimento interno, resfriamento necessário do bulbo e outros itens técnicos necessários para bom funcionamento do projetor e segurança de seus usuários, onde lâmpadas não originais têm componentes genéricos, como por exemplo, o bulbo (lâmpada) que é feito de xênon ao invés de Metal Halide, sendo esses os mesmos utilizados nos faróis de automóveis, sem os mínimos requisitos técnicos e de segurança aos usuários e ao equipamento em si, causando muitas das vezes a inutilização do projetor, devido ao elevado custo de reparo.

Seguem abaixo algumas fotografias exemplificando:

Lente condensadora do bloco ótico queimada devido à falta de filtro UV na lâmpada falsificada.

Chip DMD danificado devido a elevada temperatura, que ocasionou na “queima dos pixels”.

Derretimento do lamp housing (compartimento da lâmpada) e conector da ballast (conector da lâmpada).

Lente polarizadora queimada devido à elevada temperatura interna e a emissão de raios UV.

Esperamos ter mostrado os malefícios que o uso de lâmpadas genéricas pode causar nos projetores onde são utilizados. Desconfie do custo desses materiais de reposição, pois eles podem trazer grande prejuízo e “o barato sair caro demais”.

Fonte/Autor: José Augusto Junior - Especialista em Assistência Técnica de Projetores